Cultura hip-hop invade Campina Grande do Sul

04/04/2012 10:54

 

O grafite é uma das principais manifestações culturais do movimento hip-hop.

 

O movimento hip-hop teve início na década de 70 em comunidades jamaicanas, espalhando-se rapidamente por regiões dominadas por etnias latinas e afro-americanas de Nova Iorque, nos Estados Unidos. A partir daí ganhou o mundo. Caracterizado pelo ritmo musical peculiar, misturou-se ao rap, o que deu origem a estilos de dança bastante curiosos e expressões artísticas inusitadas, como o grafite, por exemplo.

Desenhos estilizados, com letreiros arrojados e na maioria das vezes quase incompreensíveis à grande parte do público, servem como código de linguagem entre os adeptos a esta cultura que invadiu cidades como Campina Grande do Sul em favor dos bairros mais carentes. É o que garante o jovem rapper de 27 anos e principal entusiasta do movimento no município, Fabiano Pujol.

Eventos em praças e escolas têm ajudado a divulgar a cultura hip-hop em vários bairros campinenses. O que segundo o rapper, só é possível graças ao apoio do poder público. “A prefeitura nos cede palcos e estrutura de som. Em cada edição reunimos cerca de 500 pessoas com idades entre cinco e 60 anos”, revela.

O hip-hop atua como instrumento de retrato da realidade das periferias. Mas justamente por se destacar como um movimento de fácil adesão, de acordo com Pujol, a cultura ainda sofre grande retaliação. Principalmente, pela mídia. “Nós temos rappers que já sentaram à mesa com o ex-presidente Lula pra discutir assuntos de melhoria para a população, mas isso não é mostrado”, protesta.

A primeira impressão que se tem do hip-hop é de algo que incita a violência. E esta é uma visão geral da sociedade. Entretanto, Fabiano Pujol garante que é exatamente a distorção da realidade, que coloca o movimento em cheque. “Viemos pra resgatar pessoas  do mundo do crime e das drogas e informá-los sobre assuntos que muitos desconhecem (através das letras de rap e de desenhos de grafite)”, diz.

Informações

O movimento hip-hop de Campina Grande do Sul pode ser acompanhado semanalmente durante programa ao vivo transmitido pela Internet por meio da Rádio Web Campina, no site http://radiocampina.pmcgs.pr.gov.br. Maiores detalhes sobre a agenda de eventos dos oito grupos que mobilizam o gênero cultural na cidade podem ser obtidos por telefone: 41 8481 3427.