Quatro Barras está entre as top 100 em modelo de gestão fiscal no Brasil, segundo Firjan

23/03/2012 00:47

 

Prefeitura teve gestão considerada “excelente”. Apenas 2% das cidades brasileiras atingiram este índice, segundo levantamento do Firjan

Aliando desenvolvimento e qualidade de vida, Quatro Barras conquista reconhecimento

nacional em importante quesito de gestão pública.

Quatro Barras foi considerada uma cidade com gestão fiscal de conceito “A”, considerada “excelente” pelo Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), elaborado pela Federação Industrial do Rio de Janeiro e divulgado no começo desta semana. Apenas 2% das prefeituras conseguiram o mesmo índice no país, sendo que 65% dos municípios apresentaram uma classificação “difícil” ou “crítica”.

O município ficou em 5º lugar no ranking estadual e 83º no nacional, ficando entre as 100 melhores cidades do Brasil, com pontuação de 0,8061, que lhe garante o título de “gestão de excelência”. Além disso, Quatro Barras obteve o índice máximo no quesito “Investimentos”.

“Ficamos satisfeitos com esta avaliação, que mostra o comprometimento da Prefeitura com as contas públicas e os investimentos aplicados. É um indicativo de que estamos colocando em prática esta visão de crescimento e responsabilidade”, disse o prefeito Loreno Tolardo.

O que é avaliado
A avaliação traz dados de 2010 e é elaborada exclusivamente com informações oficiais, declaradas pelos próprios municípios à Secretaria do Tesouro Nacional. O indicador considera cinco quesitos: IFGF Receita Própria, referente à capacidade de arrecadação de cada município; IFGF Gasto com Pessoal, que representa quanto os municípios gastam com pagamento de pessoal, medindo o grau de rigidez do orçamento; IFGF Liquidez, responsável por verificar a relação entre o total de restos a pagar acumulados no ano e os ativos financeiros disponíveis para cobri-los no exercício seguinte; IFGF Investimentos, que acompanha o total de investimentos em relação à receita líquida, e, por último, o IFGF Custo da Dívida, que avalia o comprometimento do orçamento com o pagamento de juros e amortizações de empréstimos contraídos em exercícios anteriores.

Em sua estreia, o IFGF avaliou 5.266 cidades brasileiras, onde vive 96% da população. No Paraná, apenas sete cidades ganharam o conceito de excelência, e ficaram entre os top 100 do país.

Tópico: Quatro Barras está entre as "top 100" em modelo de gestão fiscal no Brasil, segundo Firjan

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário