SOCORRO: RMC é a "menina dos olhos" da violência no Paraná!

05/02/2012 21:16

Com informações de:

BBC Brasil, Paraná Online e Gazeta do Povo

 

Em dezembro de 2011, o site da BBC publicou uma reportagem atestando que a média anual de homicídios no Brasil chegou a 36,3 mortos, considerando os últimos 30 anos. A informação, em números absolutos, coloca o país na frente de nações em conflitos bélicos, à exemplo da Chechênia (25 mil homicídios), entre 1994 e 1996, e da Angola (20,3 mil mortos ao ano), durante a guerra civil que durou de 1975 a 2002.

Em 2008, uma reportagem veiculada pela Rádio Clube AM / Rede Eldorado de Curitiba, já fornecia um raio-x do mapa da violência na RMC. Na época, o Brasil estava fechando o ano com cerca de 30 mil mortes violentas. Ouça o áudio clicando aqui. 

 

 


Doze assassinatos foram registrados em Curitiba e região no fim de semana

Todas as mortes foram causadas por tiros de arma de fogo, de acordo com o IML

 

Dois rapazes, um de 18 e outro de 19 anos, foram assassinados na madrugada deste domingo (5), em Curitiba. O crime ocorreu à 0h14 na Rua Augusto Dallegrave Figueiredo, no Xaxim, segundo informações da Polícia Militar (PM).

Os dois receberam disparos no tórax e foram encontrados ao lado de um veículo. A motivação e a autoria do crime ainda são desconhecidas. A Delegacia de Homicídios vai investigar o caso.

Também na madrugada de domingo, um homem de 40 anos foi assassinado no bairro Campo do Santana. De acordo com a PM, ele recebeu três disparos na Rua Émerson Aparecido Rodrigues. O crime ocorreu às 0h51.

________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Balanço parcial

Das 20h de sexta-feira até às 18h deste domingo, o Instituto Médico Legal (IML) registrou 12 assassinatos em Curitiba e região metropolitana. Todas as mortes foram causadas por tiros de arma de fogo, de acordo com o IML. 

Além do duplo homicídio no bairro Xaxim, chamou atenção da polícia também a morte de Anderson da Silva Lopes, 22, no bairro Cajuru, em Curitiba. Ele foi atingido por cinco disparos, na rua João Luz Bettega. De acordo com a PM, a suspeita do motivo é acerto de contas. 
Outro homicídio, no bairro Iguaçu II, em Fazenda Rio Grande (RMC), foi destaque negativo da segurança pública no fim de semana. José Maria Abreu, foi alvejado com tiros nas costas. A arma usada no crime foi uma pistola calibre 9 milímetros, de uso restrito das forças de segurança pública.


Policial baleado
Um policial militar foi baleado após discutir com o vizinho no fim da noite de sábado, no bairro Pinheirinho, em Curitiba. O cabo foi tirar satisfações com o vizinho, que é vigilante. O filho do policial teria sido agredido pelo filho do vigilante. Ao chegar na residência do vizinho, o cabo acabou levando um tiro na perna. 
Segundo a Polícia Militar, que preferiu não identificar o policial, foi apreendido um revólver calibre 32, extraviado da Polícia Civil, na casa do vigilante. O cabo foi levado para o Hospital do Trabalhador e passa bem. Já o vigilante foi encaminhado para o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac) Sul, no 8º Distrito Policial de Curitiba. 

 

 

 

Tópico: RMC é a menina dos olhos da violência no Paraná

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário